Saia do Cheque Especial em 3 passos

Saia do Cheque Especial em 3 passos

Muitas pessoas utilizam o cheque especial de forma corriqueira, algumas não se importam com isto, pois não vem o impacto negativo que o juro deste tipo de empréstimo pode fazer em suas finanças. Por outro lado, outras tentam sair desta situação e não conseguem.

Como na maioria dos problemas, para que possamos resolvê-los, precisamos identificar a sua causa. Neste caso, há três motivos.

O primeiro é quando ocorre uma situação que gera um gasto além do que se pode pagar, com o intuito de resolver o problema acaba-se utilizando o limite de crédito da conta. Estas eventualidades podem ser: um acidente de carro, uma doença e até mesmo a falência do negócio da família.

Caso esta pessoa não tenha nenhuma reserva financeira ou renda extra, é muito provável que só consiga sair do cheque especial no pagamento do próximo salário. Até este momento não há um grande problema, porém, a situação se complica caso a pessoa tenha boa parte do seu salário comprometido com despesas fixas, como o aluguel, pagamento de prestações de empréstimos, plano de televisão, entre outros. Esta situação levará a pessoa voltar para o negativo frequentemente uma vez que o seu orçamento está muito “apertado” para conseguir quitar o cheque especial de forma definitiva.

O segundo motivo para entrar no cheque especial é gastar mais do que se ganha. Muitas pessoas, por não ter um controle financeiro adequado, ou cultivar hábitos ruins como comprar por impulso ou sem saber se tem dinheiro, acabam ficando no negativo. Este comportamento acaba levando a pessoa a ficar cada vez mais negativa, o que potencializa muito o aumento das dívidas.

O terceiro e último motivo é o pior dos três, pois consiste em não saber quanto se ganha e nem quanto se gasta. A pessoa nesta situação tende a ter um saldo negativo muito inconstante. Em momentos fica um pouco negativo, e outros muito negativo. Esta até pede empréstimo para sair do vermelho, mas não demora muito para voltar a utilizar o cheque especial. E o pior é que esta pessoa não entende porque está nesta situação, e muito menos como sair desta.

Independente em qual situação você se encontre, há somente uma forma de sair do cheque especial. Para isto proponho três passos:

 

1° Planeje suas finanças

Monte uma lista com todos os seus gastos e todos os seus ganhos. Se você gasta mais do que ganha, busque reduzir as suas despesas e aumentar as suas receitas, através de trabalhos extras. Porém se você já gasta menos do que ganha, entenda que a utilização do cheque especial gera muitos gastos com juros, por isso seria vantajoso pedir este valor utilizado de cheque especial todos os meses em um empréstimo e negociar a parcela para que você continue gastando menos do que ganha.

 

2° Controle das finanças

Para que o planejamento seja eficaz é necessário ter um bom controle daquilo que você gasta e ganha.  Confira suas anotações com seus extratos e faturas do cartão de crédito, para ter certeza que tudo está sendo anotado.

 

3° Analise as finanças

No final do mês ou no início do próximo é muito importante que você verifique se o seu plano está dando resultado. Para isto verifique se o que você gastou havia sido previsto no início do mês. Tente encontrar possíveis falhas no planejamento ou no seu controle e cuidar para que isto não ocorra nos próximos meses.

Estes três passos não lhe ajudarão apenas a sair do cheque especial, mas também direcionará a sua vida financeira para o enriquecimento.

 


Publicado em: 22/10/2019 08:00:00
Facebook Twitter Google Plus LinkedIn Whatsapp
Montreal Contabilidade

Abra sua empresa

Conte com a Montreal para agregar valor ao seu negócio. Converse com a gente!